img_soluc_ativ_08_7734750c20

Por que contratar um software de monitoramento de rede? 

Dentro de um departamento de tecnologia da informação, realizar a gestão dos ativos de TI é tarefa obrigatória para garantir o desempenho dos serviços. 

Com a tecnologia presente em todos os departamentos da empresa, uma grande preocupação dos gestores de TI é garantir o pleno funcionamento dos ativos e o aproveitamento de cada recurso destinado ou adquirido pelo departamento. 

A tecnologia está presente nos diferentes setores de uma organização e por isso a boa gestão dos ativos influencia não apenas na rotina de trabalho da equipe de TI, como de toda a empresa e no sucesso do negócio. 

Continue a leitura e compreenda o que são os ativos de TI, os benefícios do gerenciamento adequado do parque tecnológico e como gerenciar os ativos de tecnologia da informação.  

O que é a gestão dos ativos de TI 

Para compreender o que é a gestão dos ativos de TI, antes é necessário entender o que são esses ativos. 

De forma simples, ativos de tecnologia da informação são todos os equipamentos e recursos que compõe o ambiente de TI. Em uma empresa, é comum encontrar os seguintes ativos de TI: 

  • Hardwares (firewall, switches, roteadores, servidores) 
  • Softwares (sistemas operacionais, backup, utilização de storages, carga de processamento) 
  • Consumo e insumos (energia elétrica, manutenção, segurança física) 

Portanto, a gestão de ativos de TI nada mais é do que manter o controle dos recursos e equipamentos que compõem o parque tecnológico de uma empresa. É uma tarefa essencial que contribui com o desempenho adequado de todas as outras atividades desempenhadas na empresa. 

Benefícios da gestão de ativos de TI 

  • Economia de tempo e dinheiro 

Dentro de uma organização, tempo e dinheiro valem muito. E é nessa busca por ganhos financeiros e de produção que as empresas investem em tecnologias. Assim, realizar a gestão adequada dos ativos de TI pode levar ao alcance desses objetivos. 

Isso porque ao ter controle dos ativos de rede, o gestor de TI consegue ter maior controle dos investimentos realizados e do retorno que proporcionam. Manter a análise constante dos softwares, hardwares e tantos outros ativos permite identificar as tecnologias que precisam ser trocadas, quais não são eficientes e ainda permite identificar os ativos que não estão sendo 100% aproveitados, possibilitando a realocação da tecnologia em outro departamento. 

Dessa forma, com o controle da eficiência dos ativos e o aproveitamento ideal das tecnologias, o gestor consegue averiguar o melhor momento para troca de componentes tecnológicos e evitar gastos desnecessários no departamento de TI. Ainda, é possível identificar quais dispositivos não estão sendo aproveitados e interromper os gastos que ele provoca. 

  • Potencialização da rotina de trabalho 

Com a economia de tempo, há o aumento da produtividade. Ao gerenciar os ativos, é possível identificar as principais falhas e indisponibilidades, possibilitando a rápida resolução de problemas e evitando a reincidência. Assim, com menos problemas de rede e de ativos com mal funcionamento, as equipes conseguem aproveitar melhor a rotina de trabalho e produzem mais. 

Além disso, o aumento da produtividade e a redução de problemas proporcionam a redução no número de reclamações por parte dos colaboradores, clientes e fornecedores.  

  • Desenvolvimento e inovação 

Geralmente, os diretores e sócios de uma organização optam pela formação de uma equipe de TI pensando não apenas na resolução dos problemas que o negócio já enfrenta, mas também no desenvolvimento de processos e soluções que evitem tais problemas e proporcionem a excelência dos serviços prestados. 

Ao obter o controle de todos os ativos relacionados à tecnologia da informação, o gestor de TI consegue realocar recursos e tempo da sua equipe para o desenvolvimento de novas soluções e para a busca por inovações dentro do departamento de TI e nos outros setores da empresa. 

  • Aumento da segurança 

Se você tem conhecimento de todos os ativos, também passa a ter conhecimento de todos os riscos e vulnerabilidades. Cada vez mais criminosos buscam ter acesso aos dados e informações da empresa e a cada dia as equipes de TI têm levantado mais esforços para evitar vazamentos de dados e ataques hackers. 

A gestão dos ativos de TI, ao permitir a identificação de brechas em dispositivos e sistemas, possibilita a resolução dos problemas de segurança cibernética.  

Ademais, ter controle da rede e dos ativos conectado à ela, não só possibilita o aumento no desempenho, como permite o tratamento adequado da rede, evitando possíveis vulnerabilidades. 

Como gerenciar os ativos de TI 

Para realizar o gerenciamento adequado, é importante se atentar a algumas etapas fundamentais para alcançar os resultados esperados. A seguir, confira algumas etapas que podem ajudar a conquistar tais resultados: 

1- Faça um inventário  

Um passo importante e que norteará as outras ações, é a identificação de todos os ativos de TI da empresa e a produção de um inventário. Assim, para ações futuras, a equipe de TI terá controle de todos os equipamentos e recursos disponíveis no parque tecnológico.  

Além disso, a construção do inventário não só permite o registro dos ativos, como pode ser utilizado em situações problemas. Um exemplo de situação é a falha de uma impressora conectada à rede. Dependendo do tamanho da empresa, podem existir inúmeros equipamentos de impressão também conectados à rede, até mesmo podem existir vários em uma única sala. Com o inventário, cada equipamento recebe uma identificação que pode ser utilizado para facilitar tanto na hora de informar o problema para a equipe de TI, quanto para a resolução da falha. 

2- Mapeie os ativos de TI 

A partir do inventário, é necessário identificar a localização de cada recurso, como é utilizado e quem tem acesso. Dessa forma, é possível ter o controle do funcionamento de cada ativo e como influenciam no funcionamento do departamento de TI e de todos os outros. 

3- Conheça o ciclo de vida dos ativos 

Cada equipamento e recurso possuem ciclos de vida diferentes e ter conhecimento de cada um pode ser decisivo na hora de realizar investimentos em tecnologia. 

Conhecendo cada ciclo e os estágios do equipamento, o gestor possui melhores condições de determinar quando um dispositivo deve ser trocado ou realocado e quando deve considerar a aquisição de novos recursos para o parque tecnológico.         

4– Colha feedbacks 

Apesar do gestor de TI ter visão de todo o departamento e do parque tecnológico, só é possível identificar a eficiência de cada recurso questionando quem o utiliza.  

Um bom gerenciamento leva em conta todos os aspectos envolvendo os ativos de TI, inclusive, a opinião de quem usufrui de cada equipamento ou dispositivo.  

São as pessoas que utilizam que podem identificar se são realmente necessários e se contribuem de forma positiva com o desempenho do departamento. 

5- Tenha parceria com bons fornecedores 

De nada adianta conhecer o ciclo de vida dos dispositivos e realizar investimentos em equipamentos se os fornecedores não prestarem um bom serviço e não fornecerem as soluções adequadas para o seu negócio. 

Como parte de qualquer gestão, é importante dedicar tempo para pesquisar sobre a reputação dos fornecedores e estudar se as soluções oferecidas são de fato a melhor opção para a empresa. 

6- Integre todas as informações 

De nada adianta identificar cada ativo de TI e produzir inúmeros protocolos e formas de controle se as informações não forem integradas. O gerenciamento exige que as informações sejam reunidas, uma vez que uma completa a outra. E esse fator vale tanto para o gerenciamento dos ativos de TI quanto para os ativos de rede 

E foi pensando nessa integração que a SdBUSINESS criou o sistema de monitoramento de ativos de rede mais completo do mercado. Como parte dos ativos de tecnologia da informação, os ativos de rede devem ser monitorados da forma adequada garantir que a sua empresa desfrute de todos os benefícios de um gerenciamento completo e eficiente. 

A plataforma SdBusiness contempla todas as necessidades do cliente em um único lugar. No sistema, você consegue visualizar todos os incidentes em tempo real, além de gerar relatórios e mapas totalmente personalizáveis. 

 Agora você não precisa mais de 4 ou 5 aplicações para ter o monitoramento completo dos ativos de rede da empresa. Nós centralizamos tudo em um sistema único, poderoso e com acesso facilitado. Entre em contato com a nossa equipe e saiba como a nossa solução pode ajudar no gerenciamento dos ativos e no desempenho da sua empresa. 

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *